segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Hospital Regional em Paragominas faz integração de novos colaboradores

A direção do Hospital regional Público do Leste (HRPL), em Paragominas, nordeste paraense, realizou Interação Institucional para novos colaboradores que agora somam um total de 278 profissionais capacitados que efetuam o atendimento de média e alta complexidade para cerca de meio milhão de pessoas da Região do Capim, que dependem das assistência do Sistema Único de saúde (SUS).

Durante o acolhimento aos novos colegas de trabalho foram repassadas diversas informações sobre a rotina do hospital, além da Missão, Visão e Valores Institucionais, em consonância com o Instituto Nacional de Desenvolvimento Social, que administra o HRPL, em parceria com o governo do Estado. Após esse aprendizado, os novos colaboradores  receberam as boas vindas da diretoria do hospital, que é composta pelo diretor Executivo, Adriano de Lima; pelo diretor Técnico, dr. João Lucídio; pelo diretor Administrativo e Financeiro, Cledes Silva; e pelo diretor de Enfermagem, Clóvis Guse.

O atendimento aos usuários é regulada pelos municípios pactuados pelo 5° CRS, composto por Paragominas, Capitão Poço, Dom Eliseu, Garrafão do Norte, Ipixuna do Pará, Irituia, Mãe do Rio, Nova Esperança do Piriá, São Miguel do Guamá, Santa Maria e Ulianópolis.

O HRPL oferece 70 leitos distribuídos entre Unidade de Terapia Intensiva, urgência e emergência, nas mais diversas especialidades. O hospital dispõe de clínica médica, cardiologia, clínica cirúrgica, endocrinologia, mastologia, neurocirurgia/neurologia, anestesiologista, ginecologia, urologia/oncologia e traumatologia/ortopedia.
Todos esses serviços têm suporte de apoio diagnóstico e terapêutico com análises clínicas, raios-x, tomografia, ultrassonografia, holter, eletroencefalograma, eletrocardiograma, ecocardiograma e Mapa.
Serviço: O HRPL fica na rua Adelaide Bernardes S/N, bairro Nova Conquista, em Paragominas. Mais informações pelos fones: (91) 3739-1046, 3739-1253 e 3739-1102.

Hospital Regional em Paragominas comemora 50 anos da cidade com melhoria de atendimento ao usuário

O Hospital Regional Público do Leste (HRPL), em Paragominas, no nordeste paraense, parabeniza a cidade pelos 50 anos que será comemorado nesta sexta-feira, 23. Inaugurado há seis meses, o hospital veio para presentear a população de aproximadamente meio milhão de pessoas da Região do Capim, com assistência de média e alta complexidade para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que dispõe de atendimento seguro, de qualidade e humanizado. Paragominas faz aniversário e quem ganha são seus habitantes.
De acordo com o diretor Executivo do hospital, Adriano de Lima, o HRPL  surgiu a partir da necessidade, percebida pelo governo do Estado, da região  merecer um hospital para atendimento de casos de maior complexidade e com leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Por isso, um prédio já existente, foi arrendado e passou por adaptações.

“Hoje os usuários dos serviços têm ao seu dispor atendimento especializado e efetivado por 278 colaboradores, cuja maioria é da localidade e municípios vizinhos, como também foi determinado pelo então e atual governador Simão Jatene”, ressaltou Adriano de Lima, que fala em nome de sua equipe, para parabenizar a cidade de Paragominas pelos 50 anos de desenvolvimento, com administração municipal focada no cuidado com o meio ambiente e valorização das pessoas que escolheram a cidade para viver. “Só temos a agradecer o carinho e o acolhimento de todos”, disse, reafirmando o desejo de sucesso do Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH) que administra o HRPL, em parceria com o Governo do Estado.  

Um dos inúmeros de casos com gravidade e risco de morte que passou pela assistência do hospital, Erivan Alves de Souza,  comemora não apenas o aniversário de sua cidade, mas sobretudo, a sua plena recuperação, após 26 dias de internação, sendo que a maior parte na UTI. Vitima de atropelamento com múltiplas fraturas e traumatismo craniano, ele superou os desafios graças ao atendimento da equipe multiprofissional e constante capacitada, além da estrutura hospitalar e equipamentos e tecnologia de ponta.
Segundo Adriano de Lima, a mais nova ação desenvolvida pela equipe multiprofissional é o acompanhamento pós alta dos pacientes. A partir de fevereiro será desenvolvido um projeto que vai auxiliar o tratamento do paciente de alta complexidade, após receber alta conjunta da equipe, que envolverá familiares que receberão um manual com orientações sobre os cuidados posteriores ao atendimento. “Eles também passarão por treinamento de cada profissional da equipe composta por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, assistentes sociais psicólogos, pedagogos e técnicos de enfermagem”, adiantou.

O atendimento aos usuários do HRPL tem regulação dos municípios pactuados pelo 5° Centro Regional de Saúde (5°CRS), composto por Paragominas, Capitão Poço, Dom Eliseu, Garrafão do Norte, Ipixuna do Pará, Irituia, Mãe do Rio, Nova Esperança do Piriá, São Miguel do Guamá, Santa Maria e Ulianópolis.

O HRPL dispõe de 70 leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Urgência/Emergência, com uma estrutura para atendimento em clínica médica, cardiologia, clínica cirúrgica, endocrinologia, mastologia, neurocirurgia/neurologia, anestesiologista, ginecologia, urologia/oncologia e traumatologia/ortopedia.

Todos esses serviços têm suporte de apoio diagnóstico e terapêutico com análises clínicas, raios-x, tomografia, ultrassonografia, holter, eletroencefalograma, eletrocardiograma, ecocardiograma e Mapa.
Serviço: O HRPL fica na rua Adelaide Bernardes S/N, bairro Nova Conquista, em Paragominas. Mais informações pelos fones: (91) 3739-1046, 3739-1253 e 3739-1102.

Ex-prefeito de Belém é condenado por não remover lixões da área de aeroportos

O município de Belém, o ex-prefeito Duciomar Gomes da Costa e os ex-secretários Camilla Penna de Miranda Figueiredo e Ivan José dos Santos e o Muni foram condenados pela Justiça Federal a pagar multas no total de mais de R$ 1,5 milhão. Os réus deixaram de cumprir liminar expedida em março de 2012, pela 9ª Vara da Justiça Federal, que os obrigava a adotar uma série de providências para eliminar o acúmulo de lixo e de aves, como urubus, nas áreas do entorno dos aeroportos de Belém, colocando em risco a segurança aeroportuária.
A sentença condenatória (veja aqui a íntegra) foi assinada nesta quarta-feira (21) pelo juiz federal Arthur Pinheiro Chaves, da 9ª Vara, especializada no julgamento de ações de natureza ambiental. Os réus ainda poderão interpor recursos perante o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília (DF).

O município de Belém foi condenado a pagar R$ 1 milhão. Ao ex-prefeito Duciomar Costa foi imposta a multa de R$ 300 mil. A ex-secretária Municipal de Meio Ambiente Camilla Figueiredo terá que pagar R$ 100 mil e o ex-secretário Municipal de Saneamento Ivan José dos Santos, R$ 150 mil.

Quanto aos gestores atuais, ou aqueles que os sucederem nos cargos, o magistrado fixou o prazo de 90 dias para que adotem as providências que foram ignoradas por seus antecessores. Caso não cumpram o determinado na sentença, também pagarão multas de R$ 500 mil (o prefeito atual), R$ 200 mil (o secretário de Meio Ambiente) e R$ 300 mil (o de Saneamento). Para o Município, a multa foi aumentada para R$ R$ 2 milhões. Todos estarão sujeitos ainda a que “eventuais condutas criminais ou ímprobas” sejam apuradas pelo Ministério Público Federal (MPF).

Riscos - Ao sentenciar a ação civil pública ajuizada pelo MPF, o juiz federal Arhur Chaves destacou que a ocorrência de lixões no entorno de aeroportos, como o de Belém, “envolve riscos severos à vida e ao patrimônio dos jurisdicionados” e referiu-se especialmente ao acidente com aeronave de companhia aérea brasileira que causou um prejuízo material de US$ 9,65 milhões.

“A repetida recusa dos secretários municipais e do prefeito municipal em atender aos chamados da Comissão de Prevenção do Perigo Aviário (CPPA) e do Ministério Público Federal para a solução da questão, ainda na via administrativa, demonstrando desinteresse em tema de sua competência, afasta a chamada ‘culpa anônima’ pela falta do serviço público, haja vista a evidente configuração de conduta omissiva por parte do ente municipal”, escreve o juiz num trecho da sentença.

A existência de resíduos sólidos descartados em locais impróprios resulta em focos de atração de aves (principalmente urubus), aumentando os riscos de colisão com aeronaves. De acordo, com o juiz, tal fato caracteriza o denominado “perigo ou risco aviário” em áreas de entorno do Aeroporto Internacional de Belém e do Aeroporto Brigadeiro Protásio.

O problema, de acordo com o magistrado, ganhou tanta relevância que o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) já estipularam várias medidas de segurança para a aviação nacional. No âmbito do Estado do Pará, o mesmo acompanhamento ficar a cargo do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa I).

A sentença reforça ser indiscutível a obrigação do município em “gerenciar apropriadamente os resíduos urbanos (tema sobre o qual não há controvérsia possível, haja vista sua obviedade), bem como a existência de nexo entre a precária situação relativa ao manejo de resíduos sólidos nas áreas apontadas na inicial e o número de colisões ocorridas entre aeronaves e urubus, em face de relatórios técnicos realizados pela Infraero (matéria de fato que sequer foi objeto de questionamento nas defesas apresentadas)”.

Projeto Mão Amiga em novo local

A Coordenação de Proteção Especial, da Secretaria Municipal de Assistência Social – SEMAS, informa que o Projeto Mão Amiga está funcionando em novo local, no espaço da Casa Amanhecer, localizada na Rua Estado de São Paulo, nº 81, bairro Centro, atrás da Igreja Matriz. O Projeto Mão Amiga é uma iniciativa que presta o serviço de abordagem social, em que pessoas em situação de rua são atendidas. E dependendo do caso, há o encaminhamento para outros serviços sócio assistenciais.  E se caso você identifique alguma pessoa em situação de rua, pode entrar em contato pelo telefone de plantão da iniciativa: (91) 99112 6140.     

Hospital Regional do Leste garante assistência diferenciada e de qualidade

Até seis meses atrás, cerca de meio milhão de pessoas residentes em 11 municípios da Região do Capim, no nordeste paraense, tinham que recorrer ao atendimento de média e alta complexidade para outras localidades e até mesmo Estados mais próximos. Hoje, a realidade mudou com a inauguração do Hospital Regional Público do Leste (HRPL), em Paragominas, que oferece 70 leitos distribuídos entre Unidade de Terapia Intensiva, urgência e emergência, nas mais diversas especialidades e assistência em sua integralidade, focando todos os aspectos para a recuperação da saúde dos usuários, passando pelo físico, emocional e social, graças ao atendimento de equipe multiprofissional constantemente capacitada.

Um mês após sua inauguração, o HRPL recebeu seu primeiro paciente com risco de morte, o jovem Antônio Danilo Batista, 18, vítima de grave atropelamento que o deixou com múltiplas fraturas. Ele passou 44 dias em intenso tratamento, passando boa parte do tempo na UTI. Hoje, totalmente recuperado, ele agradece primeiramente a Deus e depois a equipe de profissionais do hospital que salvou sua vida. “Retornar ao convívio da família e amigos é algo que não dá para descrever. Um milagre de Deus”, disse o jovem agradecido.

Esse foi um dos centenas casos de alta complexidade, que necessitaria encaminhamento para Belém, se não fosse o atendimento do hospital, por onde Danilo passou por três cirurgias nas pernas, quadril e coluna. Durante os procedimentos, ele ainda necessitou de seis transfusões de sangue, além de fazer vários exames por imagem para investigar eventual trauma na parte superior do corpo .
“Todos me ajudaram a superar aquele momento difícil, mas também de muitas amizades. Todos são muito queridos. Vou guardá-los para sempre em meu coração”, ressaltou, agradecendo que se hoje ele está retomando sua vida normal é graças ao atendimento recebido. “Vou retornar aos estudos, fazer faculdade de Engenharia da Computação e ter um futuro seguro e com muita saúde”, aposta.
Sem esconder a satisfação em ver o resultado concreto dos investimentos em aquisição de tecnologia e profissionais altamente capacitados, através da recuperação integral de Danilo e de tantos outros pacientes, o diretor Executivo do HRPL, Adriano de Lima, afirma que esse é o melhor presente para todos que atuam no hospital. “Nossa preocupação é com o bem estar do ser humano. Isso é fazer saúde com responsabilidade” ressaltou, enfatizando que o Danilo é um exemplo concreto do cumprimento da missão do hospital em promover a gestão médico-hospitalar de excelência com equipes multidisciplinares comprometidas com a qualidade, com a ética e com a valorização profissional e humana na prestação de assistência à saúde, de forma humanizada, visando a restauração do bem-estar físico, psíquico e social, em benefício da comunidade.
Com índice de gravidade do quadro de saúde bem menor em relação ao primeiro caso relatado, a vendedora externa Ubalda de Souza Rocha, 53, foi referenciada para atendimento no HRPL, semana passada, vitima de atropelamento de moto e com suspeita de traumatismo craniano. No HRPL, ela passou por avaliação do neurologista, seguida da realização de vários exames, entre eles o de tomografia, que não constatou a suspeita.
“O atendimento aqui é ótimo. Não imaginava a estrutura do hospital. Agora sei que estamos muito mais seguros com o HRPL na região. Aqui tudo é muito bom, desde a assistência até a alimentação”, afirmou.
O HRPL dispõe de clínica médica, cardiologia, clínica cirúrgica, endocrinologia, mastologia, neurocirurgia/neurologia, anestesiologista, ginecologia, urologia/oncologia e traumatologia/ortopedia.

Todos esses serviços têm suporte de apoio diagnóstico e terapêutico com análises clínicas, raios-x, tomografia, ultrassonografia, holter, eletroencefalograma, eletrocardiograma, ecocardiograma e Mapa.
Serviço: O HRPL fica na rua Adelaide Bernardes S/N, bairro Nova Conquista, em Paragominas. Mais informações pelos fones: (91) 3739-1046, 3739-1253 e 3739-1102.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

HRPL INICIA REPAROS E MANTÉM ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS

HRPL mantém atendimento normal apesar de incidente com as fortes chuvas
A direção do Hospital Regional Público do Leste (HRPL), em Paragominas, nordeste paraense, informa que devido as fortes chuvas que abalaram a cidade no domingo passado, 4,  parte do forro de gesso em alguns pontos do prédio foi danificado, entre eles, Pronto Atendimento e alguns corredores. No entanto, não houve nenhum incidente com colaboradores ou pacientes internados ou em trânsito no hospital.  Uma equipe de engenharia enviada pela Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) já se encontra no local para fazer avaliação e promover os reparos necessários. O diretor Executivo do HRPL, Adriano de Lima, destaca que é muito importante tranqüilizar a população da Região do Capim, composta por 11 municípios, assegurando que o atendimento aos usuários não foi interrompido. “A oferta dos serviços está funcionando em sua total plenitude”, afirmou, ressaltando que ainda esta semana, deverá ter um relatório sobre prazo para a conclusão dos reparos, sendo que os mais emergenciais já começaram hoje.

Administrado pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), em parceria com o Governo do Estado, o hospital é responsável pelo atendimento de patologias de média e alta complexidade para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) 5° Centro Regional de Saúde (CRS), composto por Paragominas, Capitão Poço, Dom Eliseu, Garrafão do Norte, Ipixuna do Pará, Irituia, Mãe do Rio, Nova Esperança do Piriá, São Miguel do Guamá, Santa Maria e Uianópolis. 

O HRPL dispõe de 70 leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Urgência/Emergência, com uma estrutura para atendimento em clínica médica, cardiologia, clínica cirúrgica, endocrinologia, mastologia, neurocirurgia/neurologia, anestesiologista, ginecologia, urologia/oncologia e traumatologia/ortopedia. Todos esses serviços têm suporte de apoio diagnóstico e terapêutico com análises clínicas, raios-x, tomografia, mamografia, ultrassonografia, holter, eletroencefalograma, eletrocardiograma, ecocardiograma e Mapa.
Serviço:
O  HRPL fica na rua Adelaide Bernardes S/N, bairro Nova Conquista, em Paragominas. Mais informações pelos fones: (91) 3739-1046, 3739-1253 e 3739-1102.

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs